segunda-feira, maio 21, 2007

Autoria de Paulo do "O Bardo"

O mundo anda realmente virado. A China comunista e a “liberdade socialista de mercado”. Che Guevara estampado em grifes e desfilando em Milão, Paris ou vitrines da Daslu. Alemanha fora de guerras, tendo em seu 1º ministro seu maior rival. Paises do antigo eixo soviético assistindo e participando de reality shows. Eleições diretas no Iraque. Milhões de dólares para construir uma pista de F1 em pleno deserto do Baren para alguns árabes milionários assistirem sua corridinha no quintal de casa (sic! Castelo). Franceses ouvindo “minha eguinha pocotó” e achando cult. Playboys e patricinhas lotando bailes funks na Vila Olímpia em São Paulo. Carinhas de classe média fazendo Rap estilo massinha de modelar... O mundo está zuado. Artistas consagrados dividem espaço com celebridades instantâneas em programas de auditório e perdem feio. Que nada de João Bosco queremos mesmo é Jean e Tati Pink. As melhores bandas de rock de hoje, fazem o som de ontem. Os queridinhos da crítica posam como revolucionários da música e somem mais rápidos do que apareceram (The libertines, The Strokes, The Vines e outros The, The por aí). Hoje o legal é pasmaceira brega dos anos 80 (vide Gretchen, Dominó Trem da Alegria). Será porque os anos 80 eram bons ou será que os anos 2000 é que estão devagar?! “2000 é ano 2000, e vai ser tudo igual, e vai ser tudo igual, vão ficar os homens se olhando dizendo o momento está chegando...”. O mundo realmente anda estranho. Maneiro é ser virgem. Casar cabaço. Isso depois de estudar, estudar mais um pouco, fazer carreira, comprar uma casa, um carro, e aí, se der tempo arrumar alguém para dividir os restos da vida. Ai que saudade eu tenho (acho que nem sei direito de quando) do tempo que não volta mais!!!

Nenhum comentário: